Livros são distribuídos no Aeroporto de Congonhas

Ação comemora o Dia Nacional do Escritor. Muito interessante esta iniciativa
No dia 25 de julho/2017, terça-feira, quem passar pelo Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, poderá receber ou encontrar um livro esquecido propositalmente nos assentos do aeroporto. Pode pegar e levar com a condição de, após a leitura, deixá-lo em outro local público.
O projeto Viajando na Leitura é realizado pelo Grupo Projetos de Leitura em parceria com a Infraero em comemoração do Dia Nacional do Escritor. A ação terá início às 8h e se estenderá até às 14h, tendo como ponto de referência o local de embarque dos passageiros. Na ocasião, o autor do projeto, o escritor Laé de Souza estará no local para acompanhar a equipe e conversar com os leitores.
Serão doados no projeto 1.500 livros para o público infantil, juvenil e adulto, com a finalidade de fomentar a leitura e promover a circulação dos livros doados. Nos exemplares, o leitor encontrará um adesivo na capa, com a frase: “LEIA-ME E ME ESQUEÇA POR AÍ” e, na primeira página, a informação que, após a leitura “esqueça” o livro em outro local, para dar continuidade ao projeto.

A ideia é que os usuários leiam durante a viagem e depois deixem o livro em um terminal de ônibus, aeroporto ou outro local público, para que outras pessoas tenham oportunidade de leitura. “Quando o mote é a educação, não medimos esforços para a realização de ações semelhantes no aeroporto. Quando facilitamos o acesso aos livros, como em campanhas que já fazem parte do nosso calendário anual, também esperamos incentivar a leitura”, destaca o superintendente de Congonhas, Aparecido Iberê de Oliveira.
Os livros são ilustrados e contam histórias emocionantes que permitem estimular a criatividade de crianças e adultos. A expectativa do autor do projeto, é que as pessoas leiam e descubram o grande prazer que isso traz. “Facilitar o acesso aos livros é uma das maneiras de incentivar a leitura.

A proximidade com o livro, permite que o indivíduo desenvolva melhor a sua ortografia, imaginação, criatividade e a possibilidade de desfrutar de muitas histórias interessantes. Faz muito bem à criança ter a leitura de um livro compartilhada com os seus pais. Sair para o trabalho, passeio ou voltar para casa e receber um livro pode criar curiosidade e despertar o interesse pela leitura e quem sabe criar o hábito de ler com os filhos. Por que não? ”, destaca Laé de Souza.

30 views |
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.