Oftalmologista alerta: usar óculos de sol de forma inadequada pode ocasionar catarata

Médico oftalmologista da Expo Abióptica 2017, maior evento do setor óptico da América Latina, diz que é preciso proteger os olhos dos raios UV mesmo no período do outuno/inverno para evitar catarata e outras doenças oculares
A principal causa de cegueira evitável ou curável no Brasil, e na América Latina em geral, é a catarata. A doença responde por 48% dos casos de cegueira no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, a estimativa é de que cresça 20% ao ano com 120 mil novos casos diagnosticados anualmente.

A última Pesquisa Nacional de Saúde do IBGE revela que a prevalência da catarata é 29% maior entre as brasileiras do que entre eles.  Atinge 31,9% das mulheres contra 24,6% dos homens com 60 anos ou mais

O Dr. Leôncio Queiroz Neto, médico oftalmologista da Expo Abióptica 2017, maior feira do setor óptico da América Latina que acontece entre 24 e 27 de maio, aproveita o Dia do Oftalmologista, em 7 de maio, para alertar sobre a catarata precoce, provocada pelo uso inadequado dos óculos solares.

O oftalmologista afirma que o maior problema é o efeito cumulativo da radiação. “Não é possível perceber os efeitos do sol nos olhos imediatamente, mas a radiação degenera lentamente os tecidos do sistema. Por isso, a exposição ao sol sem proteção é um dos principais fatores que vêm contribuindo com o aparecimento precoce da catarata”, ressalta.

Outono tem radiação UV alta para os olhos

Em pleno outono, a previsão do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) é de que o índice de radiação UV (ultravioleta) em todo o país vai exigir proteção para os olhos. Isso porque a recomendação da OMS é usar óculos com lentes que filtrem 100% dos raios ultravioletas quando a radiação atinge 6. O UV máximo deve superar este índice em quase todo o Brasil mesmo neste período do ano.

Os picos ficam com as regiões norte e nordeste onde deve chegar ao índice extremo de até 12. No centro-oeste a variação pode ir de 10 a 11. No sudeste de 8 a 9.  Só fica fora de perigo parte da região sul em que a radiação deve variar entre 5 e 7.

Óculos sem proteção UV é pior para os olhos

O médico da Expo Abióptica 2017 afirma que usar óculos escuros de baixa qualidade é pior do que a falta deles. Isso porque, as lentes escuras fazem com que a pupila dilate. Significa que sem filtro UV permitem a penetração de mais radiação no globo ocular. O resultado são doenças na córnea, cristalino e retina.

Para quem precisa usar óculos de grau, é possível aplicar nas lentes um filtro UV transparente que além de proteger os olhos do sol, evita danos causados pela luz azul emitida por equipamentos eletrônicos.

Outras doenças oculares

O especialista revela que a exposição por mais de seis horas à radiação solar também pode causar ceratite na córnea. Apesar de ser uma inflamação com vermelhidão e desconforto temporários, provoca a morte de células. Por isso, pode reduzir a visão.

Outra doença ocular causada pela radiação é a degeneração da retina, maior causa de cegueira irreversível, desencadeada pela oxidação das células.

 

15 views |
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.