Zona Sul

Ibira222

Parque Ibirapuera. Foto: José Cordeiro/ SPTuris.

Para quem chega a São Paulo pelo aeroporto internacional de Congonhas, a zona sul da cidade é o portão de entrada. Na região, o visitante encontra tanto diversão diurna, como parques e centros de compras, como noturna, em casas de shows, boates, bares e restaurantes, que ficam abertos durante a madrugada. Caso se hospede em hotéis da Marginal Pinheiros, Moema, Itaim, Morumbi e Vila Olímpia, terá acesso privilegiado a todas essas atrações com mais facilidade, aproveitando melhor cada momento que passar em São Paulo.

BAIRROS MAIS CONHECIDOS
Moema, Itaim, Vila Mariana, Ipiranga, Morumbi, Vila Nova Conceição, Vila Olímpia.

PRINCIPAIS ATRAÇÕES
Autódromo de Interlagos, Cinemateca, Estádio do Morumbi, Fundação Bienal, Fundação Maria Luisa e Oscar Americano, Instituto Butantan, Jockey Club, Monumento às Bandeiras, Museu de Arte Moderna, Museu Afro-Brasil, Museu do Ipiranga, Museu Lasar Segall, Oca, Parque da Aclimação, Parque Burle Marx, Parque do Ibirapuera, APA Capivari-Monos, Zoológico, Zôo Safári.

CARACTERÍSTICAS DA REGIÃO
Vida noturna agitada, variedade de lojas de rua, bem servida de estações de metrô e de casas de shows.

FICA PRÓXIMA
Das cidades do ABCD (Santo André, São Bernardo, São Caetano e Diadema) e da Imigrantes, que leva ao litoral.

DICA PRECIOSA
Aficionados por cinema encontram uma fantástica biblioteca, com livros nacionais e importados, no Museu Lasar Segall. No local também há oficinas e cursos de litogravura, xilogravura e gravura em metal, além de exposições itinerantes. Informações no site
www.museusegall.org.br.

PASSEIOS
A mais famosa atração da zona sul é o Parque do Ibirapuera. Além da enorme área verde – ocupa 1,6 milhão de metros quadrados – possui um complexo de importantes museus. O Museu de Arte Moderna abriga em seu acervo mais de 3.000 peças, entre esculturas, pinturas e fotografias, com ênfase em arte brasileira pós 1945.

O Museu Afro-Brasil traz um pouco da significativa contribuição dos africanos à cultura brasileira. Já a Fundação Bienal costuma promover grandes eventos, como a Bienal de Arte. A Oca, um dos prédios projetados por Oscar Niemeyer no parque, traz mostras de arte e instalações itinerantes.

No tradicional bairro do Ipiranga está o Museu Paulista. Mais conhecido como Museu do Ipiranga, ele foi criado em 1890 para comemorar a independência do Brasil. Conta a lenda que, ao lado do local onde o museu foi construído, Dom Pedro I teria dado o “grito” de libertação do Brasil. O fato é que hoje o lugar tem belíssimos jardins, inspirados nos de Versailles, e acervo com obras de arte dos séculos 19 e 20, além de objetos de época.

Durante o dia, outro passeio imperdível é uma visita à Fundação Maria Luisa e Oscar Americano, no Morumbi. Além do acervo de arte e de estar localizada em um belíssimo lugar, a fundação oferece um serviço de chá vespertino famoso na cidade.

COMPRAS
Bem perto de Congonhas está o bairro de Moema, onde há lojas de ponta de estoque imperdíveis de roupas e sapatos e um dos maiores shopping centers da cidade, o Ibirapuera.

Outros paraísos de compras na zona sul da cidade são os shoppings Morumbi e Market Place, conhecido por suas excelentes salas de cinema. Já o shopping D&D, na Marginal Pinheiros, é totalmente voltado para a decoração. Para aquisições ainda mais sofisticadas, há a Daslu, uma espécie de loja de departamentos muito chique que vende grifes nacionais e internacionais e o Shopping Cidade Jardim.

NOITE
A região tem uma incrível vocação para a diversão noturna. A começar pelos shows. A maior parte das casas de espetáculos da cidade fica nos bairros da zona sul. Mais exatamente no triângulo marginal Pinheiros, Moema e Vila Olímpia. Mas a cena noturna não pára aí. Há ainda uma enorme quantidade de bares e restaurantes que também estão localizados em Moema, Vila Olímpia e Itaim. O serviço não se limita ao almoço e jantar: pode-se comer e beber do happy hour até altas horas.

Se você não gosta de dormir cedo ou que pretende conhecer a “balada” do paulistano não precisa sair da região. Ao contrário. Na Vila Olímpia há uma grande quantidade de casas noturnas que varam a madrugada e dispõem de programação que vai do samba ao rock, passando pelos shows de MPB e jazz, e finalizando com apresentações de DJs especializados em música eletrônica. A noite da zona sul não tem hora para terminar.

Fonte: Cidade de São Paulo.com.br

90 views |
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.